domingo, 3 de maio de 2009

Vício. MAS PORQUÊ?

Tudo o que fazes vem de ti e não dos outros.
Todos aqueles que giram à tua volta.
Se fazem, que os deixem fazer.
Só fazem porque querem e para além do mais já têm cabeça para pensar por eles próprios.
Não que não tenhas também mas acabas por fazer também.
Não faças.
Tudo o que e vê é algo que não se é.
E assim deveria permanecer indefinidamente.
Mas não, quer-se sempre ser o que não se é.
Infelizmente somos assim.
Não o podemos negar e assim ficamos.
Não sabemos o que é e queremos tentar.
Tudo bem, tenta-se.
A seguir já é conosco.
Continuaremos se formos fracos.
Acabaremos se força para tal tivermos.
Nem sequer tocamos se formos fortes o suficiente.
Tec_Fil

4 comentários:

  1. vicio... que palavra!
    vicio é tanta coisa... mas que acaba por nao ser nada, nada nem ninguem a partir do momento que es viciado!!!
    cada pessoa tem a sua escolha, cada um so cai se quizer!

    continua assim....
    gosto dos textos

    ResponderEliminar
  2. vicio, vicio de tudo, de nada, que qualquer coisa, dela determinada. vicio? quem melhor poderá descreve-lo se não, um viciado?

    as vezes, é o vicio que nos mantêm vivos (:
    nos textos referes-te ao "vicio" sendo algo negativo, pode ser... mas também pode não ser.
    vicio, grande palavra *

    continuo a fascinar-me com os teus textos (:

    ResponderEliminar
  3. continua a escrever.
    para quem pense e diga , e escreve que o vicio é só uma palavra!!! Cuidado, cair é muito facil, ficar viciado mais facil ainda, agora levantar, e saltar fora..... desse vicio , È MUITO; MAS MUITO DIFICIL. não comcordo quando a calaxe dix que só cai, quem quer......
    não é bem assim, muitas vezes somos empurrados e levados a cair..... e depois é mt complicado......

    ResponderEliminar